Newsletter

Nome:
E-mail:

Notícias

02/02/2012 - Pessoas naturalmente resistentes a gripe são esperança para vacina universal

Segundo uma nova pesquisa, algumas pessoas têm uma resistência natural a todas as cepas da gripe.

Ao infectar 41 voluntários saudáveis com diferentes cepas, os cientistas descobriram que as pessoas com níveis mais elevados de um tipo específico de glóbulo branco eram menos propensas a desenvolver doença grave.

Esse foi o primeiro estudo que conseguiu “mapear” indivíduos imunes, infectando-os e depois os mantendo em quarentena em condições estéreis.

Os pesquisadores britânicos acreditam que essa descoberta vai permitir-lhes criar uma vacina universal.

Eles esperam imitar a resistência natural de alguns dos voluntários através da criação de uma vacina que aumenta os níveis de um subconjunto específico de “células-T”.

Essas células são capazes de identificar proteínas, chamadas peptídeos, encontradas dentro de praticamente todos os vírus da gripe conhecidos.

Se os pesquisadores conseguirem aumentar a população de células-T em pessoas através de uma vacina, o que é perfeitamente viável, isso poderia de fato protegê-las contra todas as cepas da gripe.

Essa não é a primeira vez que cientistas tentam criar uma vacina universal contra a gripe. Vários institutos ao redor do mundo estão tentando desenvolvê-la, por causa da crescente ameaça de que a cepa H5N1, da gripe aviária, sofra mutação e comece a se espalhar de humano para humano.

No entanto, a maioria das pesquisas procura identificar anticorpos que se ligam aos locais relativamente imutáveis dos vírus, ao invés de focar na resposta celular do organismo.

Ou seja, as vacinas atuais só funcionam por algumas temporadas, porque estimulam anticorpos que se ligam a locais dos vírus que sofrem mutações rapidamente. A nova pesquisa tem mais chances de criar uma vacina de sucesso.

Fonte: HypeScience

Laboratório Grams Perini - Todos os direitos reservados

Fone: (51) 3653-3555